segunda-feira, 26 de setembro de 2016

#73 - ARTE POÉTICA, Sophia de Mello Breyner Andresen

A dicção não implica estar alegre ou triste
Mas dar minha voz à veemência das coisas
E fazer do mundo exterior substância da minha mente
Como quem devora o coração do leão.
 
Olha fita escuta
Atenta para a caçada no quarto penumbroso

Sem comentários:

Enviar um comentário

#91 - HOMERO, Sophia de Mello Breyner Andresen

Escrever o poema como um boi lavra o campo Sem que tropece no metro o pensamento Sem que nada seja reduzido ou exilado Sem que nada separ...